CORPOS QUE ENSINAM: UMA ETNOGRAFIA DE PROFESSORAS DE BALÉ CLÁSSICO

FERNANDA FERREIRA DE ABREU

Resumo


Este artigo tem como objetivo analisar, com base em dados etnográficos levantados por meio de observação participante em academias de dança de Niterói (RJ) e entrevistas com professoras de balé clássico, a construção da corporalidade dessas professoras, tendo em vista possíveis fatores de influência no desempenho em sala de aula, tal como a faixa etária. A ênfase recai na corporalidade de quem transmite a técnica, o que normalmente fica em segundo plano.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/frag.v27i2.5230

Rodapé - Fragmentos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura | e-ISSN 1983-7828 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B1

Visitantes - (04/09/2017 - 03/12/2019)

Fonte: Google Analytics.