FUNÇÃO DA ESCOLA: UMA REFLEXÃO DIALÓGICA

SCHOOL FUNCTION: A DIALOGICAL REFLECTION

MARIA CRISTINA DAS GRAÇAS DUTRA MESQUITA, MARIA ESPERANÇA FERNANDES CARNEIRO, LÚCIA HELENA RINCON AFONSO

Resumo


Neste artigo busca-se realizar algumas reflexões sobre a função da escola, motivadas pelas palavras de Bachelard (1996), quando este afirma que “Só há ciência se a Escola for permanente. É essa escola que a ciência deve fundar. Então, os interesses sociais estarão definitivamente invertidos; a Sociedade será feita para a Escola e não a Escola para a Sociedade” (p.309-310). Em um exercício dialógico, trazemos as contribuições de Comenius, por meio de sua obra a Didática Magna e Rousseau, com Emílio ou Da Educação, que terão como interlocutor Bachelard a partir de suas reflexões em A Formação do Espírito Científico. O texto aborda a concepção de escola, sua inserção na sociedade segundo Michel Foucault em Vigiar e Punir (2004). Pretendemos que nossa reflexão nos possibilite verificar se a escola na modernidade está a serviço dos interesses sociais de forma que se submeta ao comando da sociedade ou se a sociedade é que se verga aos pressupostos e direcionamentos da Escola.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/frag.v27i2.5050

Rodapé - Fragmentos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura | e-ISSN 1983-7828 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B1

Visitantes - (04/09/2017 - 03/12/2019)

Fonte: Google Analytics.