NOS TRILHOS DA FERROVIA: A ESTAÇÃO FERROVIÁRIA DE ANÁPOLIS (GO) COMO LUGAR DE MEMÓRIA E PODER

Maria Fátima Oliveira

Resumo


Este artigo analisa a importância da Estação Ferroviária de Anápolis como patrimônio histórico e o descaso para com ela nas últimas décadas. Desse modo, a investigação aborda o contexto de sua construção, a legislação voltada para a proteção patrimonial, os embates sobre a preservação ou demolição da estação e as questões ligadas à conflituosa relação entre memória e poder.
PALAVRAS CHAVE: Estação Ferroviária; Anápolis; Patrimônio; Memória; Poder.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/frag.v26i3.4626

Rodapé - Fragmentos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura | e-ISSN 1983-7828 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B1

Visitantes - (04/09/2017 - 25/06/2020)

Fonte: Google Analytics.