A FORMAÇÃO DO ETHOS OCIDENTAL A PARTIR DO PENSAMENTO DE HENRIQUE CLÁUDIO DE LIMA VAZ

Anderson Luiz Tedesco, Roque Strieder

Resumo


O presente estudo visa trazer para o debate, ainda que de modo parcial, a concepção filosófica de um dos mais brilhantes e complexos filósofos brasileiros ? Henrique Cláudio de Lima Vaz ?, dentre outros, nos diferentes períodos históricos do ocidente. A problemática discorrida configura-se no pensar a constituição de um ethos ocidental como pressuposto imprescindível à formação do ser humano. Concerne-se a um estudo de cunho bibliográfico. Concluímos, no decorrer do estudo, uma exaustiva e profunda tentativa de resgatar os valores da tradição a fim de reconstituir a própria cultura ocidental que se tornou líquida nessa era do relativismo. Todavia, igualmente apostamos na possibilidade de se conceber a formação humana no conviver em comunidade, no interagir, no terreno da educação, como caminho de conhecimento de si e de transformação de si na pluralidade.

Palavras-chave: Educação. Filosofia. Formação Humana. Pluralidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/frag.v26i4.4486

Rodapé - Fragmentos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura | e-ISSN 1983-7828 | Qualis B3

Visitantes - (04/09/2017 - 21/10/2019)
País Usuários
Brasil 40.152
Estados Unidos 1.530
Portugal 886
Moçambique 331
França 297
Angola 255
Espanha/td> 105
Chile 96
Colombia 85

Fonte: Google Analytics.