Conhecimento Tradicional e Propriedade Privada entre Quebradeiras de Coco Babaçu

Aianny Naiara Gomes Monteiro, Noemi Sakiara Miyasaka Porro, Joaquim Shiraishi Neto, Ciro de Souza Brito

Resumo


Resumo: para compreender transformações no conhecimento tradicional sobre uso comum de recursos, após a introdução do instrumento da propriedade privada, analisamos noções locais relativas a posse nas práticas atuais e na memória coletiva da comunidade tradicional Três Poços, Maranhão. Concluímos que apesar da hegemonia da posse civil, direitos de propriedade foram relativizados por noções vigentes de posse agrária e posse agroecológica
Palavras-chave: Relativização da propriedade. Memória Coletiva. Posse civil. Posse agrária. Posse agroecológica.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/frag.v25i2.4187

Rodapé - Fragmentos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura | e-ISSN 1983-7828 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B1

Visitantes - (04/09/2017 - 03/12/2019)

Fonte: Google Analytics.