Entre Símbolos e Instituições: a construção da memória no patrimônio urbano e artístico de Jacarezinho (PR)

Juliana Carolina da Silva

Resumo


Resumo: observação da construção da cidade de Jacarezinho/PR, através de símbolos e suas relações com instituições e políticas públicas. Estudo da memória impressa de 1950 a 1960 na revista O Norte Paraná Illustrado (1930), no Jornal Tribuna do Norte (1961) e fotografias
(1950 a 1960). Simbologias deste local podem ser confundidas com símbolos que caracterizam a região, numa construção política e institucional para a formação da cultura local de cidades do “Norte Pioneiro”, cuja identidade aludia ao progresso. Com esta constatação, buscamos rever memórias e propomos observar os símbolos, a cidade e a memória por outro prisma: o individual. Compreender influências da dimensão institucional da produção simbólica pela percepção de artistas populares ao longo de 1980 a 2000, e a relação entre memória individual, coletiva e espaços e linguagens sociais, usando principalmente obras artes plásticas e esculturas. Por fim, buscamos contribuir para discussão em torno das influências do poder
nas memórias e sua reformulação na subjetividade do patrimônio artístico.
Palavras-chave: Memórias. Instituições. Símbolos. Arte. Jacarezinho/PR.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/frag.v26i3.3250

Rodapé - Fragmentos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura | e-ISSN 1983-7828 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B1

Visitantes - (04/09/2017 - 03/12/2019)

Fonte: Google Analytics.