Desenvolvimento de uma Medida para Avaliação de Pesonalidade Baseado no Modelo "Big Five"

Renata S. R. Tomaz, Daniela S. Zanini, Margareth Regina R. B. de Faria

Resumo


Resumo: este artigo teve como objetivo construir e validar uma medida que aferisse o perfil de personalidade de moradores de Goiânia. O estudo foi realizado na Clínica Escola Vida e contou 237 sujeitos. Os dados foram submetidos análise de PC (Principal Components) com rotação varimax, revelou dois fatores responsáveis pela personalidade. O primeiro fator refere-se ao componente extroversão (7 itens), explicando o índice de variabilidade; o segundo diz respeito ao neuroticismo (5 itens) que explica a variância. Esta versão do Big Five resultou em dois fatores extroversão e neuroticismo.

Palavras-chave


Big-Five; Extroversão; Neuroticismo

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/frag.v23i4.2977

Rodapé - Fragmentos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura | e-ISSN 1983-7828 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B1

Visitantes - (04/09/2017 - 03/12/2019)

Fonte: Google Analytics.