A Escola de Frankfurt: esclarecimento ou mistificação das massas?

Lázaro Aparecido Silva

Resumo


O Esclarecimento, correlato da filosofia iluminista na Alemanha, tinha como meta a libertação do ser humano do medo, da ignorância e das potências míticas por meio da razão. Corresponde ao longo processo de secularização do pensamento que começa na antigüidade grega e tem seu apogeu nos séculos XVII e XVIII. Na modernidade, essa forma de conhecimento, consagrada pelo Iluminismo, vê-se mergulhada em uma nova modalidade degradada de mistificação, na medida em que a instrumentalização da razão, aliada ao poder do capital, traduz-se em nova forma perversa de dominação. Essa razão instrumentalizada perpassa todo o tecido social, memo em seus aspectos mais recônditos e insuspeitos: a política, a ciência, a escola, a família, a sexualidade etc., tendo na indústria cultural o seu mais poderoso veículo para a imposição desse novo aparato ideológico de dominação e controle das massas. Assim, o que se constata na modernidade é que as luzes converteram-se em trevas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/frag.v17i1.258

Rodapé - Fragmentos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura | e-ISSN 1983-7828 | Qualis B3

Visitantes - (01/01/2006 - 01/08/2019)
País Usuários
Brasil 34.046
Estados Unidos 1.488
Portugal 776
França 293
Moçambique 281
Angola 222
Espanha/td> 95
Chile 83
Colombia 74
Total 38.451

Fonte: Google Analytics.