Nos Cristianismos Originários, a Postura de Paulo diante da Escravidão

Clodoaldo Moreira dos Santos Júnior, Renato Rômulo dos Santos Suhet

Resumo


Resumo: o cristianismo Originário, que teve como grande expoente Paulo, aborda uma problemática urgente e definitiva referente aos escravos de todo tipo. O berço do cristianismo originário à luz da escravidão se baseia na Carta ao Gálatas 3,26-28 com os seguintes dizeres ?Pois todos sois filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus. Porque
todos quantos fostes batizados em Cristo vos revestistes de Cristo. Não há judeu nem grego; não há homem nem mulher; porque todos vós sois um em Cristo Jesus. Este hino vem ameaçar todo o sistema escravagista do Império Romana existente. Tal liberdade, em Paulo, ganha impulso
universalista: no novo Reino não perduram classificações de gênero e etnia, mas todos são iguais perante Deus.

Palavras-chave: Cristianismo Originário. Paulo. Gênero. Império Romano. Liberdade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/frag.v21i4.2235

Rodapé - Fragmentos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura | e-ISSN 1983-7828 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B1

Visitantes - (04/09/2017 - 25/06/2020)

Fonte: Google Analytics.