Expressividade e Criatividade na Estética de Nietzsche

Jasson da Silva Martins

Resumo


Resumo: a estética de Nietzsche pode ser caracterizada como
estética da expressividade. através da expressividade do conjunto de
seus escritos que ele constrói a imagem do filósofo-artista. O caminho
que vai do filósofo ao filósofo-artista é construído com a aniquilação
dos conceitos clássicos da estética e o confronto produtivo do mundo
pessoal do filósofo e da arte, apresentados como a criação de novos
valores. Para Nietzsche, a criatividade filosófica está a serviço da
expressão do seu pensamento enquanto obra de arte e o seu ponto de
partida e de chegada é a vida. Partindo dessa concepção de estética e
de criatividade, é possível compreender melhor a crítica endereçada
à obra de Wagner.

Palavras-chave: Estética. Expressão. Artista. Criação. Arte.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/frag.v20i5.1638

Rodapé - Fragmentos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura | e-ISSN 1983-7828 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B1

Visitantes - (04/09/2017 - 03/12/2019)

Fonte: Google Analytics.