Redes Sociais e Sentimento de Pertença: o que pensam os estudantes do ensino médio

Simone Antoniaci Tuzzo, Claudomilson Fernandes Braga

Resumo


Este artigo objetiva identificar o sentimento de pertença dos estudantes do ensino médio de escolas públicas e privadas de Goiânia em relação às Redes Sociais e ainda como os que não possuem este acesso a este ambiente virtual se sentem em relação ao processo de exclusão digital que a não pertença os caracteriza. Foi utilizado uma escala Likert de sete ponto para a coleta dos dados. Os principais resultados obtidos indicam que a idéia de uma aldeia global é uma paradoxo e que na realidade existe uma grande parcela da população estudantil do ensino médio que não tem os mesmos acessos as Redes Sociais.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/frag.v20i2.1370

Rodapé - Fragmentos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura | e-ISSN 1983-7828 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B1

Visitantes - (04/09/2017 - 03/12/2019)

Fonte: Google Analytics.