Estuprar e Apagar: violência e mulher na Bíblia hebraica

Claude Detiene

Resumo


O presente artigo pretende estudar a violência contra as mulheres na Bíblia não como algo narrado, mas como componente intrínseco do texto sagrado. Ele mostra como textos normativos que, aparentemente, tratam da violência sexual contra a mulher são na verdade fazem violência à  mulher ao tirar-lhe o domínio de sua sexualidade e ao culpá-la sempre que possível pelas violências cometidas contra ela. Ele mostra também, através da figura de Miriam, irmã de Moisés, a violência simbólica contra as mulheres que muitas vezes caracteriza o processo de redação do texto sagrado.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/frag.v19i1.1003

Rodapé - Fragmentos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura | e-ISSN 1983-7828 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B1

Visitantes - (04/09/2017 - 03/12/2019)

Fonte: Google Analytics.