DIAGNÓSTICO AMBIENTAL DA BACIA DO CÓRREGO BAIXA FUNDA EM ARAGUAÍNA – TO

Luana Barbosa, Julio Cezar Rubin de Rubin

Resumo


A área da bacia hidrográfica do córrego Baixa Funda, município de Araguaína, estado do Tocantins abrange uma população de 14.193 habitantes, diversificado comércio, é uma ocupação desordenada. Para a elaboração do diagnóstico a metodologia utilizada fundamentou-se no levantamento bibliográfico e análise de campo observacional com abordagem quantitativa e qualitativa de 10 pontos. As etapas de campo foram realizadas nos meses de março e setembro de 2017, compreendendo o período chuvoso e de estiagem, com a coleta de amostras em três pontos (P1, P7 e P10), respectivamente extremidade montante, ponto intermediário do canal e extremidade jusante do córrego. Nos resultados obtidos constatou-se a presença de depósitos tecnogênicos, processos erosivos e ocupação irregular como os principais fatores relacionados com os impactos ambientais, destacando-se a disposição irregular de resíduos, como plásticos, resíduos da construção civil, metais, lixo doméstico, esgoto, dentre outros. A análise da água indica qualidade irregular, percentual elevado de parâmetros de contaminação, com presença de coliformes totais e coliformes termotolerantes. Os resultados obtidos também indicam que a ação antrópica é o principal fator relacionado com os impactos ambientais identificados e que estes podem ser utilizados na elaboração de projetos voltados para a recuperação da bacia hidrográfica do córrego Baixa Funda.

Palavras-chave


Análise Físico-química; Córrego Baixa Funda; Diagnóstico Ambiental; Depósitos Tecnogênicos; Impactos Ambientais

Texto completo:

PDF (Ahead of Print)

Referências


NEVES, M. G. F. P. das e TUCCI, C. E. M. Resíduos Sólidos na Drenagem Urbana: Aspectos Conceituais. Revista Brasileira de Recursos Hídricos, v. 13, n. 3, jul/set 2008, p. 125-135.

ROSA, D.G. Aquecimento Global e Mudanças Climáticas. 2009, 56f. TCC (Especialização em Gestão Ambiental). Rio de Janeiro. 2009;

FELIPPE, M.F.; MAGALHÃES JÚNIOR. Impactos ambientais macroscópicos e qualidade das águas em nascentes de parques municipais em Belo Horizonte- MG. Belo Horizonte 08(2) 08-23 julho-dezembro de 2012

SILVA, M. C. Leishmaniose Visceral: fatores determinantes e condicionantes de uma epidemia anunciada em Araguaína-TO. 2013, 172 f. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Geografia. Universidade Federal de Uberlândia. Uberlândia (MG). Disponível em < http://www.ppgeo.ig.ufu.br/node/350>. Acesso em 20 dez.2017.

METZGER, JR. O que é ecologia de paisagens? Biota Neotropica. Campinas. v.1, n.1, p.1-9. 2001.

BOLPATO, M. B. Diagnóstico ambiental do córrego do Sapo, Rio Verde, Goiás e suas possíveis implicações com a saúde. Dissertação de mestrado – PUC Goiás. 2012.

AWWA - Standard Methods for the Examination of Water and Wastewater, 21ª edição, 2005.

ROOS, J.L.S. Geomorfologia, ambiente e planejamento. 2.ed. São Paulo: Contexto, 1990.

ARAÚJO, G. H. S.; GUERRA, A. J. T.; ALMEIDA, J. R. Gestão ambiental de áreas degradadas. 3. ed. Rio de Janeiro: Bertrand, 2008, 320p.

VON SPERLING, M. (2007) Quality standards for water bodies in Brazil. In: International Conference on Diffuse Pollution, 11./Joint Meeting of the IWA Diffuse Pollution and Urban Drainage Specialist Groups, 1. Anais... Belo Horizonte.

CETESB - Companhia de Tecnologia Ambiental do Estado de São Paulo. Indicadores de Qualidade das Águas. 1997.

SEPLAN – Município de Araguaína, 2017. Disponível em: . Acesso em: 05 dez.2017.

ARAGUAÍNA-NOTÍCIAS. BRK ambiental apresentará experiências e soluções em saneamento durante evento em Palmas. Disponível em: .Acesso em: 14 jun. 2018.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Lei Federal n. 6.938, de 31 de agosto de 1981. Política Nacional de Meio Ambiente. Brasília. 1981.

LAYRARGUES, P.P. O cinismo da reciclagem: o significado ideológico da reciclagem da lata de alumínio e suas implicações para a educação ambiental. São Paulo: Cortez, 2002.

IBGE – Tocantins (Araguaína), 2010, Disponível em:

http://cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?codmun=170210. Acesso em: 05 nov.2017.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/evs.v47i1.7443

Rodapé - Educativa
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


EVS | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-781X | Qualis B3

Visitantes - (05/09/2017 - 25/06/2020)

Fonte: Google Analytics.