Premunição da Coccidiose em Frango Caipira Melhorado

Christian Grandsire, Paulo Cesar Moreira, Roberto de Camargo Wascheck, Priscila Vaz Coutinho Alves, Maria Sílvia Rodrigues Monteiro

Resumo


Avaliou-se no presente trabalho a indução da premunição natural à  coccidiose de frangos caipiras melhorados, para produção de animais biologicamente corretos. O experimento foi realizado dentro de um sistema semi-intensivo e teve duração de 63 dias. Utilizou-se 168 animais, divididos em 3 tratamentos com 4 repetições cada um, em 3 blocos e delineamento em blocos ao acaso com repetição. O tratamento testemunha foi submetido a anticoccídico na ração e os tratamentos (T1) e (T2) não receberam anticoccídico na ração. Os animais do (T1), quando transferidos da criadeira tipo bateria para o piso, foram imediatamente soltos para serem submetidos à  agressão do ambiente; os animais do (T2) foram mantidos por 10 dias no box. Acompanhou-se o desenvolvimento da contaminação natural de coccídias por meios da contagem de oocistos em câmara Mc Master e da consideração dos escores de lesão após necropsia final. Fez-se a pesagem das aves em balança de precisão semi-analítica e verificou-se as respectivas mortalidades. De acordo com as análises de variância os índices zootécnicos, ganho de peso e viabilidade, não apresentaram diferenças significativas. Quanto ao escore de lesões houve influência tanto nos tratamentos quanto nos blocos, escores de lesões em (T1) e em (T2) foram semelhantes entre em si e diferentes do testemunha. Observou-se aos 63 dias de idade, que as aves do testemunha, sofreram maior agressão gastrintestinal do que as do (T2), sugerindo o começo de uma premunição. O resultado do oocistograma feito aos 63 dias de idade não mostrou correlação entre o material examinado, cama de frango, e as lesões então observadas no trato intestinal.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/est.v35i3.739

Rodapé - Educativa
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


EVS | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-781X | Qualis B3

Visitantes - (05/09/2017 - 21/10/2019)
País Usuários
Brasil 51.961
Estados Unidos 1.284
Portugal 818
França 246
Moçambique 238
Angola 171
Reino Unido 61
México 61
Espanha 60

Fonte: Google Analytics.