Avaliação de Alimentos pela Técnica Semi-Automática In Vitro de Produção de Gases: uma revisão

Paulo Cesar Moreira, Ronaldo Braga Reis, Roberto de Camargo Wascheck, Rogério Martins Maurício, Alberto Correa Mendonça, Apóstolo Ferreira Martins, Alecssandro Regal Dutra, Paulo Roberto de Souza, Sérgio Renato Artiaga da Rosa, Otávio Cordeiro de Almeida

Resumo


Procurou-se mostrar, no presente estudo, a aplicação da técnica semi-automática in vitro de produção de gases para avaliação de alimentos. uma técnica não invasiva que reproduz eficientemente o modelo de fermentação da microbiota do trato digestório. Além disso é barata, acessível, de fácil execução e pode, com mínimos recursos, ser implantada com rapidez e eficiência. Apesar de recente, essa técnica vem se difundindo com boa aceitação para simulação laboratorial da cinética da digestão e da qualidade dos alimentos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/est.v35i3.738

Rodapé - Educativa
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


EVS | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-781X | Qualis B3

Visitantes - (05/09/2017 - 21/10/2019)
País Usuários
Brasil 51.961
Estados Unidos 1.284
Portugal 818
França 246
Moçambique 238
Angola 171
Reino Unido 61
México 61
Espanha 60

Fonte: Google Analytics.