A expressão da IL-17A por melanócitos neoplásicos e seu possível envolvimento no escape da resposta imune antitumoral

Larissa Mesquita Nunes, Hermínio Maurício da Rocha Sobrinho, Camila de Magalhães Nardelli Silva, Déborah Capel Modesto, Larissa Cardoso Marinho, Isabela Jubé Wastowski

Resumo


Resumo: A expressão da citocina pró-inflamatória interleucina 17 (IL-17), produzida especialmente por células Th17
por melanócitos neoplásicos pode contribuir para o crescimento das células tumorais e a angiogênese, colaborando para
o escape da resposta imune tumoral. Objetivo: avaliar a expressão da citocina IL-17 em amostras histológicas de 47
pacientes com diagnóstico de melanoma atendidos em um Hospital de Oncologia de Goiânia-GO. Método: as amostras
histológicas dos pacientes diagnosticados com melanoma foram avaliadas pelo método de imunohistoquímica. Resultados:
dos 47 pacientes avaliados, 14 eram do sexo masculino, idade 76 ± 12 anos e 33 eram do sexo feminino, com idade
média de 63 ± 19 anos. Houve uma correlação positiva entre a expressão tecidual de IL-17 e a presença de metástases
(p <0,01). Das amostras com marcação positiva para IL-17, 85% foram correlacionadas com a presença de metástases
em linfonodos, pele ou vísceras. Conclusão: a expressão da IL-17 foi significativamente maior em amostras tissulares de
pacientes com metástase indicando que essa expressão pode ter valor prognóstico em melanoma.
Palavras-chave: Melanoma. Interleucina 17. Angiogênese. Metástase. Resposta Imune.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/est.v43i1.5200

Rodapé - Educativa
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


EVS | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-781X | Qualis B3

Visitantes - (05/09/2017 - 25/06/2020)

Fonte: Google Analytics.