ESTUDO ECOLGICO DA DENGUE EM ARAGUAÍNA-TO ENTRE 2001 E 2010

Ana Flávia de Morais Oliveira, Ana Luiza Lima Sousa, Rodrigo Cardoso da Silva, José Rodrigues do Carmo Filho

Resumo


Resumo: com o objetivo de correlacionar a distribuição dos casos de
dengue, infestação vetorial e características ambientais climáticas em Araguaína-TO realizamos um estudo ecológico com pesquisa em três bases de dados on line. Foram confirmados 3.773 casos e o ano de 2008 foi o de
maior incidência (1.174/100.000 habitantes); não houve correlação significativa entre: taxa de incidência e o Índice de Infestação Predial, Índice de Pendência e precipitação pluviométrica, temperatura média no período de chuva e de seca. As condições climáticas ofereceram condições ideais para reprodução e proliferação vetorial, mas não influenciaram na propagação da dengue.
Palavras-chave: Dengue. Estudo ecológico. Incidência.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/est.v42i4.4370

Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


evs | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-781X | Qualis B3

Flag Counter