GOINIA E SEUS AEROPORTOS: DOIS MOMENTOS DE MODERNIDADE

Pedro Henrique Máximo Pereira, Luciana Saboia Fonseca Cruz

Resumo


Resumo: diante do fascínio da tecnologia e da máquina que marcaram o início do século 20 na produção urbanística no mundo e no Brasil, lançamos a seguinte questão: considerando-se a história dos aeroportos de Goiânia, tendo em vista o plano de modernidade e seu imaginário representado pela máquina, pode-se considerar que tais equipamentos em seus respectivos tempos representaram seu Zeitgeist?

Palavras-chave: Modernidade. Imaginário da Máquina. Attilio Correa Lima. Goiânia. Aeroporto.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/est.v41i0.3872

 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


ESTUDOS | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-781X | Qualis B3