A Justiça Divina e o Mito da Deficiência Física

Sueli Marques Rosa

Resumo


Este artigo apresenta uma reflexão sobre a doença e a deficiência física em suas relações com a justiça divina, tomada como base de discussão a formação da cultura religiosa judaico-cristã no texto bíblico e na mitologia greco-romana. São apontadas passagens do texto bíblico que tratam a deficiência física como um mal, um castigo divino em conseqüência de pecado cometido, e vinculam sua cura ao perdão; no mito greco-romano, é apresentado Hefestos ou Vulcano, o único deus deficiente do Olimpo, descrito como feio e disforme e que compensou sua deformidade física com a habilidade no trabalho. A aproximação desses dois textos mostra o preconceito com relação à  deficiência física na gênese da formação da cultura judaico-cristã, auxiliando a compreensão da construção do imaginário sobre a deficiência física.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/est.v34i1.304

Rodapé - Educativa
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


EVS | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-781X | Qualis B3

Visitantes - (05/09/2017 - 21/10/2019)
País Usuários
Brasil 51.961
Estados Unidos 1.284
Portugal 818
França 246
Moçambique 238
Angola 171
Reino Unido 61
México 61
Espanha 60

Fonte: Google Analytics.