AS PRÁTICAS DE ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DA ESCOLA: PELA PRESERVAÇÃO DA ESCOLA COMO LUGAR DE APRENDIZAGEM

Lucineide Maria de Lima Pessoni

Resumo


A proposta deste artigo é abordar a organização e gestão da escola em distintas concepções desde a visão clássica, destacando a visão pedagógica das práticas de organização e gestão escolar, bem como ressaltando a escola como espaço de aprendizagem. Parte-se da compreensão de que os objetivos educacionais da escola, notadamente a escola pública, devem atender à formação cognitiva aliada à formação de valores e atitudes que refletirão na atividade de professores e alunos. A metodologia utilizada para a realização deste estudo foi a pesquisa bibliográfica, por meio da qual buscou-se nas teorias de autores que se dedicam compreender os processos educativos na perspectiva da gestão e da aprendizagem. Observou-se que a organização e gestão da escola devem ser orientadas pela ação educacional e pedagógica, cujo objetivo é garantir permanentemente a existência de condições para que o ensino se realize. Para tanto, o caminho que os gestores têm a percorrer passa pelo entendimento de que administrar é oferecer “condição para” e o seu percurso é determinado pelo fim a que se destina o ensino-aprendizagem, ou seja, fim pedagógico e não fim econômico.

Palavras-chave


Organização e Gestão da Escola. Administração Escolar. Aprendizagem.

Texto completo:

Sem título

Referências


CASASSUS, J. Problemas de la Gestión Educativa en América Latina: la tensión entre los paradigmas de tipo A y el tipo B in Em Aberto, Brasília, v. 19, n. 75, p. 49-69, jul. 2002.

COSTA, J. A. Imagens organizacionais da escola. 2ª Ed. Portugal: edições ASA, 1998.

HORA, D. L. da. Gestão democrática na escola. 13. ed. Campinas, SP: Papirus Editora, 1994.

KUENZER, A. Z.; MACHADO, L. R. de S. A pedagogia tecnicista ln: MELO, G. (org.). Escola Nova: tecnicismo na educação compensatória. São Paulo: Loyola, 1986.

LIBÂNEO, J. C. Democratização da Escola Pública. A pedagogia crítico-social dos conteúdos. 19ª edição. São Paulo: edições Loyola, 2003. Coleção Educar V1.

______. As práticas de organização e gestão da escola e a aprendizagem de professores e alunos. Presente! (Centro de Estudos e Assessoria Pedagógica), v. 60, p. 39-45, 2009.

______. Pedagogia e pedagogos, para que? 9ª ed. São Paulo: Cortez, 2007a.

______. Concepciones y prácticas de organización y gestión de la escuela: consideraciones introductorias para un examen crítico de la discusión actual en Brasil. In: Revista Española de Educación Comparada, n. 13, Madrid, Espanha, 2007b. p. 155-191.

LIMA, L. Modelos organizacionais de Escola: perspectivas analíticas, teorias administrativas e o estudo da ação. In: MACHADO, L. M.; FERREIRA, N. S. C. Política e gestão da educação: dois olhares. Rio de Janeiro: DP&A, 2002. p. 33-54.

MUÑOZ S, A.; ROMAN PEREZ, M. Modelos de organizacion escolar. Madrid: Cincel, 1989.

PARO, V. H. Administração escolar. 9. ed. São Paulo: Cortez, 2000.

_____. Administração escolar: introdução crítica. 14. ed. São Paulo: Cortez, 2006.

RIBEIRO, J. Q. Ensino de uma teoria da Administração Escolar. São Paulo: Saraiva, 1988.

SANDER, B. Gestão da educação na América Latina: construção e reconstrução do conhecimento. Campinas: Autores Associados, 1985.

SILVA JUNIOR, C. A. A escola pública como local de trabalho. 2. ed. São Paulo: Cortez, 1993.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/educ.v21i2.8117

Direitos autorais 2020 Lucineide Maria de Lima Pessoni

Rodapé - Educativa
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


EDUCATIVA | Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7771 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B1

Visitantes - (04/09/2017 - 03/12/2019)

Fonte: Google Analytics.