Armanda Álvaro Alberto: uma Educadora e Feminista Brasileira – a Lacuna Inaceitável da História

Selma Regina Gomes

Resumo


Este artigo apresenta resultados de uma pesquisa inserida no projeto mais amplo intitulado História Intelectual dos Signatários do Manifesto da Educação Nova. Aborda alguns aspectos da história da intelectual Armanda Álvaro Alberto, signatária do Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova. O objetivo é destacar sua contribuição ao pensamento educacional brasileiro, evidenciando o contexto das relações sociais, institucionais e intelectuais em que emergiu seu projeto de escola. Tem como suporte teórico as proposições sobre a prática da história intelectual de Vieira (2015) e fundamenta-se no contextualismo linguístico como orientação metodológica para a apreensão do contexto e das ideias da intelectual em questão. Os resultados mostram que embora tenha tido prestígio e exercido poder no contexto da história da educação brasileira, esta educadora não obteve um lugar de destaque.

Palavras-chave


História dos Intelectuais. Armanda Álvaro Alberto. Pensamento Educacional.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBERTO, A. A. (org.). A Escola Regional de Meriti: documentário 1921-1964. Brasília: Inep, CEPEMHEd, 2016, 209 p.

AZEVEDO, Fernando et al. Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova de 1932: a reconstrução educacional no Brasil ao povo e ao governo. Revista HISTEDBR Online, Campinas, n. esp. ago. 2006, p.188-204.

BRITO, M. H. de O. Memória da Educação em Anísio Teixeira. In: TIBALLI, E. F. A.; NEPOMUCENO, M. de A. (coord.). Pensamento educacional brasileiro. Goiânia: Editora UCG, 2006.

GALVÃO, L. M. Os entrecruzamentos das lutas feministas pelo voto feminino e por educação na década de 1920. Revista Direito e Práxis, v. 7, n. 13, p. 176-203, 2016.

LAZARONI, D. Mate com Angu: a história de Armanda Álvaro Alberto. Rio de Janeiro: Edição Europa, 2010. 597 p.

MARTINS, M. V. R. Bibliotecas públicas e escolares nos discursos de Cecília Meireles e Armanda Álvaro Alberto. Revista Perspectiva em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 19, out./dez. 2014.

MIGNOT, Ana C. V. Armanda Álvaro Alberto. Recife: Fundação Joaquim Nabuco, Editora Massangana, 2010, 164 p. il. (Coleção Educadores).

MIGNOT, Ana C. V. Decifrando o recado do nome: uma escola em busca de sua identidade pedagógica. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 74, n.178, p. 619-638, set./dez. 1993.

MORAES, José Damiro. Armanda Álvaro Alberto: escola nova e repressão política nos anos de 1930. Revista HISTEDBR online, Campinas, n. 53, p. 183-195, 2013.

VIEIRA, C. E. Intelectuais e educação. Pensar a Educação em Revista, Curitiba/Belo Horizonte, v, 1, n. 1, p. 3-21, abr./jun. 2015.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/educ.v22i2.8114

Direitos autorais 2020 Selma Regina Gomes

Rodapé - Educativa
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


EDUCATIVA | Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7771 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B1

Visitantes - (04/09/2017 - 04/04/2021)

Fonte: Google Analytics.