TRAJETÓRIA DA EDUCAÇÃO INFANTIL: CONCEPÇÕES DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL EM DOCUMENTOS OFICIAIS BRASILEIROS

Maria Nilceia de Andrade Vieira, Valdete Côco

Resumo


Este artigo destaca a recente trajetória da Educação Infantil brasileira com base em documentos publicados no país entre 1995 e 2012, focalizando especialmente concepções relacionadas à avaliação institucional. A pesquisa caracteriza-se por uma abordagem qualitativa e de cunho exploratório, com procedimento de análise documental, pautada em aportes teórico-metodológicos bakhtinianos (BAKHTIN, 2009; 2010; 2011) em interlocução com ideias de Ball (2001) e Bloch (2002). Os resultados possibilitam uma compreensão da conjuntura histórica que marca a primeira etapa da educação básica no contexto político e indica que as concepções expressas nos documentos analisados fortalecem a defesa de processos de avaliação participativos na Educação Infantil.

Palavras-chave


Educação Infantil; Avaliação Institucional; Documentos oficiais.

Texto completo:

PDF

Referências


ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM EDUCAÇÃO (ANPEd). Boletim, ano 5, n. 20, 2016. Número especial. Conquistas em riscos. Disponível em: http://www.anped.org.br/boletim/2015/975. Acesso em: 19 nov. 2016.

BAKHTIN, Mikhail Mikhailovich. Estética da criação verbal. Introdução e tradução de Paulo Bezerra. 6. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

BAKHTIN, Mikhail Mikhailovich. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico da linguagem. Tradução de Michel Lhud e Yara Frateschi Vieira, com a colaboração de Lucia Teixeira Wisnik e Carlos Henrique D. Chagas Cruz. 13. ed. São Paulo: Hucitec, 2009.

BAKHTIN, Mikhail Mikhailovich. Problemas da poética de Dostoievski. Tradução de Paulo Bezerra. Rio de Janeiro: 5. ed. Forense Universitária, 2010.

BALL, Stephen Joseph. Diretrizes políticas globais e relações políticas locais em educação. Currículo sem Fronteiras, v. 1, n. 2, p. 99-116, 2001. Disponível em: http://www.curriculosemfronteiras.org/vol1iss2articles/ball.pdf. Acesso em: 23 ago. 2014.

BLOCH, M. Apologia da história ou o ofício do historiador. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2002.

BONDIOLI, Anna. Dos indicadores às condições do projeto educativo: um percurso pedagógico-político de definição e garantia da qualidade das creches da Região Emília-Romanha. In: BONDIOLI, Anna (org.). O projeto pedagógico da creche e sua avaliação: a qualidade negociada. Tradução de Fernanda Landucci Ortale e Ilse Paschoal Moreira. 2. ed. rev. Campinas, SP: Autores Associados, 2013. p. 13-32.

BRASIL. Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação – PNE e dá outras providências. Diário Oficial [da] União. Brasília, 26 jun. 2014. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/2014/lei-13005-25-junho-2014-778970-publicacaooriginal-144468-pl.html. Acesso em: 23 jul. 2014.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Fixa as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília, 23 dez. 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L9394.htm. Acesso em: 16 jul. 2015.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Resolução nº 05/09, de 17 de dezembro de 2009. Diário Oficial [da] União, 2009b, Brasília. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&task. Acesso em: 12 fev. 2014.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Secretaria de Educação Básica (SEB). Indicadores da qualidade na educação infantil. Brasília, DF: SEB/MEC, 2009a. Disponível em: http://www.portal.mec.gov.br/dmdocuments/indic_educ_infantil.pdf. Acesso em: 05 fev. 2014.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Secretaria de Educação Básica (SEB). Educação Infantil: Subsídios para construção de uma sistemática de avaliação. Documento produzido pelo Grupo de Trabalho instituído pela Portaria número 1.147/2011, do Ministério da Educação. Brasília, DF. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=11990-educacao-infantil-sitematica-avaliacao-pdf&category_slug=novembro-2012-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 12 fev. 2013.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Critérios para um atendimento em creches que respeite os direitos fundamentais das crianças. Brasília: MEC/SEF/DPE, COEDI, 1995.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Critérios para um atendimento em creches que respeite os direitos fundamentais das crianças. Brasília, 2009c. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/direitosfundamentais.pdf. Acesso em: 18 set. 2014.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Coordenação Geral de Educação Infantil - MEC/SEB/COEDI. Contribuições para a política nacional - A avaliação em educação infantil a partir da avaliação de contexto. Curitiba: Imprensa/UFPR; Brasília, 2015, 104p. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=36641-seb-avaliacao-educacao-infantil-a-partir-avaliacao-contexto-pdf&category_slug=marco-2016-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 18 nov. 2015.

BRASIL. Política Nacional de Educação Infantil. Brasília, DF: MEC/SEB, 1994. Disponível em: http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/me002610.pdf. Acesso em: 13 dez. 2018.

CAMPOS, Maria Machado Malta. Entre as políticas de qualidade e a qualidade das práticas. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 43, n. 148, p. 22-43, 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/cp/v43n148/03.pdf. Acesso em: 2 jul. 2013.

CÔCO, Valdete et al. O Plano Nacional de Educação: desafios no campo da educação infantil. EccoS – Revista Científica, São Paulo, n. 37, p. 77-92, 2015. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/715/71543111005.pdf. Acesso em: 12 dez. 2018.

CÔCO, Valdete. Conquistas, avanços, desafios e disputas na política de educação infantil: transformações na docência... em nós. In: RANGEL, Iguatemi Santos; NUNES, Kézia Rodrigues; CÔCO, Valdete (Org.). Educação Infantil: rede de conversações e produções de sentidos com crianças e adultos. Petrópolis, RJ: De Petrus et al., 2013. p. 181-199.

CÔCO, Valdete; VIEIRA, Maria Nilceia de Andrade. Trajetória histórica da avaliação institucional na educação infantil brasileira. Painel: Historia(s) de la educación infantil, pre escolar e inicial: hacia la construcción de un campo de saber para la pedagogía infantil. In: CONGRESO IBEROAMERICANO DE HISTORIA DE LA EDUCACIÓN (CIHELA), 13, Montevideo, Uruguay. 2018. Disponível em: http://www.sitioftp.com/EventosOPC/programa/resumenes/Panel/306/306_1_2.pdf. Acesso em: 18 mar. 2018.

MAINARDES, Jefferson. Abordagem do ciclo de políticas: uma contribuição para a análise de políticas educacionais. Educação e Sociedade, Campinas, v. 27, n. 94, p. 47-69, 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v27n94/a03v27n94.pdf. Acesso em: 19 out. 2013.

MAINARDES, Jefferson; MARCONDES, Maria Inês. Entrevista com Stephen J. Ball: um diálogo sobre justiça social, pesquisa e política educacional. Educação e Sociedade, Campinas, v. 30, n. 106, p. 303-318, 2009. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v30n106/v30n106a15.pdf. Acesso em: 19 out. 2013.

VIEIRA, Maria Nilceia de Andrade; CÔCO, Valdete. Educação Infantil e avaliação institucional: percursos e desafios. Roteiro, Joaçaba, p. 209-240, dez. 2018. Edição Especial. Disponível em: https://editora.unoesc.edu.br/index.php/roteiro/article/view/16474/pdf. Acesso em: 12 dez. 2018.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/educ.v21i2.7032

Direitos autorais 2019 Maria Nilceia de Andrade Vieira, Valdete Côco

Rodapé - Educativa
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


EDUCATIVA | Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7771 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B1

Visitantes - (04/09/2017 - 03/12/2019)

Fonte: Google Analytics.