Jovens organizados em partidos políticos: na contramão da tendência

José Elias Domingos Costa Marques

Resumo


Resumo: O diagnóstico analítico corrente da identificação militante de engajamento político das juventudes nas democracias ocidentais tem revelado uma aproximação crescente com novos formatos e métodos de construção da luta política, mais fluídicos e ancorados em direcionamentos temáticos bem específicos, à mercê do gradativo afastamento das querelas de mediação das organizações tradicionais, como os partidos políticos. Todavia, um contingente importante de jovens continua optando pela militância nos partidos, muitos preenchendo as fileiras de suas organizações juvenis, as chamadas Juventudes Partidárias. Este artigo objetiva assim debater a concepção e formato destas organizações, balizadas sob a perspectiva de sua institucionalização. Partindo de seminais referências sobre o tema, discutiremos o formato institucional e prerrogativas de atuação pela socialização política nestas organizações, trazendo à tona algumas observações analíticas sobre um assunto ainda pouco explorado pela literatura política.

Palavras-chave: Juventudes Partidárias; Partidos Políticos; Engajamento juvenil.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/educ.v19i3.5441

Direitos autorais 2017 José Elias Domingos Costa Marques

 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


EDUCATIVA | Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7771 | Qualis B1

Flag Counter