Brasil carinhoso: análises iniciais sobre a concepção de criança no programa

Ingrid Leão Mendes Fontana, Rosânia Campos

Resumo


Resumo: Nas últimas décadas observamos um movimento intenso de formulação e implementação de políticas públicas cujo público alvo é a criança e sua educação. Essa centralidade é condicionada por vários fatores e legitimada por diferentes discursos, entre esses, o discurso de defesa da criança como sujeito de direitos e cidadã. Tendo como foco essa questão, o presente texto é uma discussão teórica de como a concepção de criança é definida em documentos oficias de políticas públicas para educação e infância. De modo específico, nesse artigo o objetivo é uma análise inicial do Programa Brasil Carinhoso.

Palavras-chave: Políticas Públicas para Educação Infantil; Educação Infantil; Criança; Infância.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/educ.v19i2.5416

Direitos autorais 2017 Ingrid Leão Mendes Fontana, Rosânia Campos

 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


EDUCATIVA | Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7771 | Qualis B1

Flag Counter