Desenhos Infantis, culturas da infância e a pesquisa em educação

Francine Borges Bordin, Denise Bussoletti

Resumo


Este artigo busca abordar o desenho infantil, partindo das contribuições da sociologia da infância. Analisaremos o desenho enquanto uma perspectiva simbólica, na expectativa de explorar as contribuições para a construção de um campo disciplinar que investigue os desenhos infantis a partir de uma ótica sociológica. Dialogamos especialmente com o sociólogo Manuel Sarmento como um dos maiores expoentes em língua portuguesa sobre a temática. Neste contexto consideramos os desenhos infantis como importante fonte de acesso às culturas da infância e como uma forma de crítica à cultura contemporânea, permitindo-nos ampliar nosso conhecimento sobre as peculiaridades das crianças e suas infâncias.

Palavras-chave: Desenhos Infantis, Educação, Sociologia da Infância.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/educ.v17i2.3954

Direitos autorais 2015 Educativa

Rodapé - Educativa
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


EDUCATIVA | Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7771 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B1

Visitantes - (04/09/2017 - 25/06/2020)

Fonte: Google Analytics.