A ESPIRITUALIDADE ENTRE PACIENTES HIV+: UMA INTERPRETAÇÃO ANTROPOLÓGICA DO IMAGINÁRIO ATRAVÉS DO QUESTIONÁRIO SpNQ

Cassiano Augusto Oliveira da Silva, Ana Paula Rodrigues Cavalcanti, Carlos André Macedo Cavalcanti

Resumo


O questionário SpNQ foi aplicado, em 2018, entre 157 pacientes HIV+ de um hospital público de João Pessoa-PB, e o resultado estatístico das respostas foi analisado com a Teoria Geral do Imaginário, onde o tema da morte foi relevante e diferenciado para esta amostragem, além da distinção entre “religião” e “espiritualidade”. O preconceito social contra a AIDS foi abordado historicamente, mostrando a forte influência do padrão moral cristão nas dimensões em que se agruparam os itens do questionário. É uma pesquisa transdisciplinar cujas contribuições podem auxiliar todos os que lidam, de diversas formas, com a enfermidade.

Palavras-chave


AIDS; Espiritualidade; SpNQ

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, A. M.; LOTUFO NETO, F.; KOENIG, H.G. Religiousness and mental health: a review. Rev. Bras.Psiquiat., Rio de Janeiro, v. 28, n. 3, p. 242-250, 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-44462006000300018. Acesso em: 01 fev. 2018.

ARAÚJO, A. F.; TEIXEIRA, M. C. S. Gilbert Durand e a pedagogia do imaginário. Letras de Hoje, v. 44, n. 4, p. 7-13, out./dez. 2009. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fale/article/viewFile/6539/4746. Acesso em: 06 jul. 2018.

BOFF. L. Jung e o mundo espiritual. Caxias do Sul: Correio Rio-Grandense, 15 de novembro de 2009.

BOTTI, L. M.; LEITE B. G.; PRADO F. M.; WADMAN P. A. M.; MARCON, S.S. Convivência e percepção do cuidado familiar ao portador de HIV/AIDS. Rev. Enferm. UERJ, Rio de Janeiro, v. 17, n. 3, p. 400-405, 2009. Disponível em: http://www.facenf.uerj.br/v17n3/v17n3a18.pdf. Acesso em: 09 abr. 2019.

BRITO, H. L. de. Coping religioso, resiliência e qualidade de vida de pessoas com HIV/ AIDS. Tese (Doutorado em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde) - Universidade de Brasília, Brasília, 2016. 134p.

BÜSSING, A.; RECCHIA, D. R.; KOENIG, H.; BAUMANN, K.; FRICK, E. F. Structure of the Spiritual Needs Questionnaire (SpNQ) in Persons with Chronic Diseases, Elderly and Healthy Individuals. Religions, v. 9, n. 13, 2018. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/322312675_Factor_Structure_of_the_Spiritual_Needs_Questionnaire_SpNQ_in_Persons_with_Chronic_Diseases_Elderly_and_Healthy_Individuals/link/5a536d270f7e9bbc10569ffa/download. Acesso em: 12 fev. 2018.

BÜSSING, A.; VALENTE, T. C. de O.; CAVALCANTI, A. P. R.; COSTA JUNIOR, C. P. da. Trascultural adaptation and psychometric properties of portuguese version of the Spiritual Needs Questionnaire (SpNQ) among hiv positive patients in Brazil. Religions, v. 9, n. 135, 2018. Disponível em: http://www.mdpi.com/2077-1444/9/4/135. Acesso em: 23 mai. 2018.

CAVALCANTI, C. A.; CARMONA, R. M. Uma leitura do imaginário na iconografia devocional: atributos e adereços de São José. In: COSTA, C. L. F.; COSTA, L. A. F.; SILVA, V. da. Justiça e Santidade entre o humano e o Divino. Goiânia: Espaço acadêmico, 2018. p. 370-385.

CAVALCANTI, C. A.; CAVALCANTI, A. P. O que é imaginário? Olhar biopsicossocial da obra transdisciplinar de Gilbert Durand. João Pessoa: Ed. da UFPB, 2015.

DELUMEAU, J. História do medo no Ocidente: 1300-1800, uma cidade sitiada. 3. ed. Tradução: Maria Lucia Machado. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

DIEHL, A. A. Max Weber e a História. Passo Fundo: EDIUPF, 1996.

DURAND, G. O imaginário: ensaio acerca das ciências e da filosofia da imagem. Tradução: René EveLevié. Rio de Janeiro: Difel, 2004.

DURAND, G. A imaginação simbólica. 6. ed. Tradução: Carlos Aboim de Brito. Lisboa: Edições 70, 1993.

DURAND, G.A. Fé do sapateiro. Tradução: Sergio Bath. Brasília: Ed. da UNB, 1995.

DURAND, G. As estruturas antropológicas do imaginário. 3. ed. Tradução: Hélder Godinho. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

FARRIS, J. R. Aconselhamento psicológico e espiritualidade. In: AMATUZZI, M. M. Psicologia e espiritualidade. 2. ed. São Paulo: Paulus, 2008. p. 161-172.

FILORAMO, G.; PRANDI, C. As ciências das religiões. São Paulo: Paulus, 2016.

HOCK, K. Ciência da religião. Tradução: Monika Ottermann. São Paulo: Loyola, 2010.

GRESCHAT, H. J. O que é ciência da religião? Tradução: Frank Usarski. São Paulo: Paulinas, 2005.

KOENIG, H.G. Religion, spirituality, and medicine: research findings and implications for clinical practice. South Medical Journal, United States, v. 97, p. 1194-2000, 2004. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/15646757. Acesso em: 28 ago. 2018.

MEDEIROS, B. A Relação entre religiosidade, culpa e avaliação de qualidade de vida no contexto do HIV/AIDS. 2010. 99 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Social) - Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, Paraíba, 2010. Disponível em: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/7016. Acesso em:10 abr. 2019.

MORIN, E. O método. V. 5: a humanidade da humanidade: a identidade humana. Tradução: Juremir Machado da Silva. Porto Alegre: Sulina, 2002.

NANDA-I. Diagnósticos de enfermagem: definições e classificação 2018-2020. 11. ed. Tradução: Regina Machado Garcez. Porto Alegre: Artmed, 2018. Disponível em: http://nascecme.com.br/2014/wp-content/uploads/2018/08/NANDA-I-2018_2020.pdf. Acesso em: 09 abr. 2019.

NEJAT, N.; WHITEHEAD, L.; CROWE, M. Exploratory Psychometric Properties of the Farsi and English Versions of the Spiritual Needs Questionnaire (SpNQ). Religions, Switzweland, v. 7, n. 84, p. 1-11, 2016. Disponível em: https://pdfs.semanticscholar.org/30c0/d5ae2e35b6d6f4e35c072aac62b967d9e93f.pdf. Acesso em: 27 abr. 2019.

OTON, K. M. B. Imagens do sagrado para os dependentes químicos. Dissertação (Mestrado em Ciência das Religiões) - Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, Paraíba, 2012. Disponível em: https://repositorio.ufpb.br/jspui/bitstream/tede/7869/2/arquivototal.pdf. Acesso em: 12 jan. 2018.

PESSINI, L. Espiritualidade e arte de cuidar: sentido da fé para a saúde. São Paulo: Paulinas, 2010.

SAMPAIO, D. S. As manifestações de religiosidade não contêm traços necessários de uma religião: uma análise das relações entre poder judiciário e religiões afro-brasileiras. Mneme – Revista de Humanidades, Natal, v. 15, n. 34, p. 54-82, jan./jun. 2014.

SOARES, M. do S. de. Um grito de dor ou uma canção de amor? Espiritualidade na realidade de clientes com HIV/AIDS. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, Paraíba, 2003.

SILVA, L. M. S. da; TAVARES, J. S. C. A família como rede de apoio às pessoas que vivem com HIV/AIDS: uma revisão na literatura brasileira. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 20, n. 4, p. 1109-1118, abril 2015. Disponível em: http://www.cienciaesaudecoletiva.com.br/artigos/a-familia-como-rede-de-apoio-as-pessoas-que-vivem-com-hivaids-uma-revisao-na-literatura-brasileira/14949?id=14949. Acesso em: 09 abr. 2019.

USARSKI, F. História da ciência da religião. In: PASSOS, J. D.; USARKI, F. (orgs.). Compêndio de ciência da religião. São Paulo: Paulus, 2013. p. 51-61.

WEBER, M. Metodologia das ciências sociais. Partes 1 e 2. São Paulo: Cortez; Ed. da UNICAMP, 1992. p. 63-167.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/cam.v18i1.7737

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Cassiano Augusto Oliveira da Silva, Ana Paula Rodrigues Cavalcanti, Carlos André Macedo Cavalcanti

Rodapé - Caminhos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


CAMINHOS | Revista do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências da Religião da Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-778X | Qualis CAPES Preliminar 2019 = A3

Visitantes - (09/03/2016 - 10/03/2020)

Fonte: Google Analytics.