ESPIRITISMO E POLÍTICA: OS TORTUOSOS CAMINHOS DO CONSERVADORISMO RELIGIOSO E SUAS CONTRADIÇÕES NO BRASIL

Luiz Signates

Resumo


Trata este trabalho das transformações do espiritismo em sua relação com os sentidos da política. Destaca-se inicialmente a predominância do individualismo moralista nos fundamentos doutrinários do espiritismo. No Brasil, o espiritismo emerge como religião, e segue num quadro de forte despolitização, exceto na afirmação da liberdade religiosa, no Império (Questão Religiosa) e quando emergem debates públicos sobre aborto e pena de morte. Entretanto, em meio ao debate das eleições de 2018, emergiu na internet uma controvérsia envolvendo a figura de Divaldo Pereira Franco, em Goiânia, que tem alterado o modo como os espíritas lidam com as temáticas políticas.

Palavras-chave


Espiritismo; Política; Religião e política no Brasil

Texto completo:

PDF

Referências


ARRIBAS, Célia G. Afinal, espiritismo é religião? São Paulo: Palameda, 2010.

AUBRÉE, Marion; LAPLANTINE, François. A mesa, o livro e os espíritos: gênese, evolução e atualidade do movimento social espírita entre a França e o Brasil. Maceió: UFAL, 2009.

BRASIL 247. Espíritas progressistas lançam manifesto. Edição de CAVALCANTI, Maria L. V. de C. O mundo invisível: cosmologia, sistema ritual e noção de pessoa no espiritismo. Rio de Janeiro: Zahar, 1983.

CIDADE DE SÃO PAULO. Prefeito João Doria será homenageado durante 3º Movimento Você e a Paz, no Ibirapuera. Edição de 05/10/2017. Disponível em: http://www.capital.sp.gov.br/noticia/prefeito-joao-doria-sera-homenageado-durante-3o-movimento-voce-e-a-paz-no-ibirapuera Acesso em: 07 abr. 2019.

DE MAURO, Cláudio A. A ação dos espíritas. In: LARA, Eugênio. I Encontro Nacional sobre a Doutrina Social Espírita. Santos: PENSE, 1985. p. 60-80.

DENIS, Léon. Socialismo e espiritismo. Matão-SP: Editora Clarim, 1982.

DIÁRIO DA MANHÃ. Divaldo Franco defende Sérgio Moro e critica política de submissão social. Goiânia, Caderno DM/Política&Justiça, 16/02/2018. Disponível em: http://www.dm.com.br/politica/2018/02/divaldo-franco-defende-sergio-moro-e-critica-politica-de-submissao-social.html. Acesso em: 07 abr. 2019.

DOS SANTOS, José Luiz. Espiritismo: uma religião brasileira. São Paulo: Editora Moderna, 1997.

DUTRA, Eliana de Freitas. O ardil totalitário: imaginário político nos anos 1930. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2012.

ESTADÃO. Pesquisa presidencial DataFolha primeiro turno, 2018a. Disponível em: https://politica.estadao.com.br/eleicoes/2018/pesquisas-eleitorais/primeiro-turno/presidente/datafolha. Acesso em: 07 abr. 2019.

ESTADÃO. Pesquisa presidencial DataFolha segundo turno, 2018a. Disponível em: https://politica.estadao.com.br/eleicoes/2018/pesquisas-eleitorais/segundo-turno/presidente/datafolha. Acesso em: 07 abr. 2019.

FEB. Orientação ao Centro Espírita. Brasília: Feb, 2006.

GAZETA DO POVO. A opinião de Divaldo Franco e a celeuma da esquerda pedante. Edição de 20/02/2018. Disponível em: https://www.gazetadopovo.com.br/rodrigo-constantino/artigos/opiniao-de-divaldo-franco-e-celeuma-da-esquerda-pedante/ Acesso em 07/04/2019.

GGN. Espíritas progressistas respondem à entrevista coletiva de Divaldo Franco e Haroldo Dutra. Edição de 17/02/2018. Disponível em: https://jornalggn.com.br/noticia/espiritas-progressistas-respondem-a-entrevista-coletiva-de-divaldo-franco-e-haroldo-dutra/. Acesso em: 07 abr. 2019.

HANSEN, Thiago F. Imaginários da modernização do direito na era Vargas: integração, marcha para o oeste e política indigenista (1930-1945). Curitiba: UFP, 2014. Dissertação de Mestrado.

HESS, David J. Spirits and scientists: ideology, spiritism and Brazilian culture. Pennsylvania: The Pennsylvania State University Press, 1991.

INCONTRI, Dora; BIGHETO, Alexandre C. Socialismo e espiritismo, aproximações dialéticas. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, n.16, p. 1-9, dez/2004.

LAVIGNE, Eusínio; DO PRADO, Sousa. Os espíritas e as questões sociais: interpretação progressista de ‘O Livro dos Espíritos’. Niterói: Editora Renovação Limitada, 1955.

LEFRAISE, Armand; MONTEIRO, Eduardo C. Maçonaria e espiritismo: encontros e desencontros. As relações de Allan Kardec e Léon Denis com a Maçonaria. São Paulo: Madras, 2007.

LEWGOY, Bernardo. A transnacionalização do espiritismo kardecista brasileiro: uma discussão inicial. Religião e Sociedade, Rio de Janeiro, v. 29, n. 1, p. 84-104, jul/2008.

LEWGOY, Bernardo. O sincretismo invisível: um olhar sobre as relações entre catolicismo e espiritismo no Brasil. Orixás e espíritos: o debate interdisciplinar na pesquisa contemporânea. Uberlândia: EDUFU, 2006. p. 213.

LOBO, Ney. Estudos de filosofia social espírita. Brasília: Feb, 1992.

LOBO, Ney. O plano social de Deus e as classes sociais segundo a doutrina espírita. Sobradinho-DF: EDICEL, 1994.

LUCE, Gaston. Léon Denis: vida e obra. São Paulo: Edicel, 1978.

LUIZ, André; XAVIER, Francisco C.; VIEIRA, Waldo. Conduta espírita. Brasília: FEB, 2007.

MAGGIE, Yvonne. Medo do feitiço: relações entre magia e poder no Brasil. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 1992.

MIGUEL, Sinuê. Espiritismo e política: o compasso dos espíritas com a conjuntura dos anos 1930-1940. Debates do NER, Porto Alegre, Ano 10, n. 15, p. 39-70, jan-jun/2009.

MIGUEL, Sinuê. O espiritismo frente à Igreja Católica em disputa por espaço na era Vargas. Revista Esboços, Florianópolis, v. 17, n. 24, p. 203-226, dez/2010.

MIRANDA, Júlia. Estado laico no Brasil: entre sofismas e ambiguidades. Revista Cultura y Religión, v. 7, n. 2, p. 69-85, jun/dic/2013.

MONTEIRO, Eduardo C. Léon Denis e a maçonaria. São Paulo: Madras, 2003.

MONTERO, Paula. Secularização e espaço público: a reinvenção do pluralismo religioso no Brasil. Etnográfica, v. 13, n. 1, p. 7-16, mai/2009.

ORTIZ, Renato. A morte branca do feiticeiro negro: Umbanda e sociedade brasileira. São Paulo: Brasiliense, 1991.

PORTEIRO, Manuel S. Espiritismo dialectico. Barcelona: Edicomunicación, 1990

SIGNATES, Luiz. A mediunidade, da profecia ao rito: a transformação da espiritualidade no espiritismo kardecista. Caminhos, Goiânia, v. 17, p. 123, 2019.

SIGNATES, Luiz. Cisma religioso e disputa simbólica: tensão comunicacional no espiritismo brasileiro e panamericano. Fragmentos de Cultura, v. 23, p. 39-50, 2013.

SIGNATES, Luiz. Comunicação e paz: uma dialética do conflito não-violento. Fragmentos de Cultura, v. 11, n. 4, p. 605-614, 2001.

SIGNATES, Luiz. Espiritismo e racionalidade: o intelectual espírita e o lugar da ciência no espiritismo brasileiro. Fragmentos de Cultura, v. 24, p. 435-450, 2014.

SIMÕES NETO, José P. A concepção dos espíritas sobre assistência social. Ciências Sociais Unisinos, v. 53, n. 1, p. 158-168, jan-abr/2017.

SIMÕES, Pedro. Religião e esferas sociais: política, econômica e assistencial ação assistencial espírita. Anais do XVI Simpósio Nacional da ABHR. Juiz de Fora, p. 1878-1891, abr/2015.

STOLL, Sandra J. Espiritismo à brasileira. São Paulo: Orion, 2003.

STOLL, Sandra J. Religião, ciência ou auto-ajuda? Trajetos do Espiritismo no Brasil. Revista de Antropologia, v. 45, n. 2, p. 361-402, 2002.

THEODORIDIS, Nicolas. O Espiritismo no Brasil oitocentista: Introdução, propagação, conflitos e mídia. II Simpósio Internacional da ABHR. Florianópolis, 25-29/07/2016. Dispponível em: http://www.simposio.abhr.org.br/resources/anais/6/ 1460658476_ARQUIVO_Artigo-ModeloABHR.pdf. Acesso em: 08 abr. 2019.

WANTUIL, Zeus. Grandes espíritas do Brasil. Rio de Janeiro: FEB, 1981.

XAVIER, Francisco C.; EMMANUEL (espírito). O Consolador. Brasília: Feb, 2009. Disponível em: http://www.luzespirita.org.br/leitura/pdf/l27.pdf. Acesso em: 08 abr. 2019.

YOUTUBE (2018a). Divaldo e a ideologia de gênero. Postagem de 17/02/2018a. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=3KZ3bH3U_ec. Acesso em: 07abr. 2019.

YOUTUBE (2018b). Divaldo fala sobre Karl Marx e Marxismo. Postagem de 26/10/2018b. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=n5sk3IIX_5Y. Acesso em: 07 abr. 2019.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/cam.v17i4.7597

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Luiz Signates

Rodapé - Caminhos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


CAMINHOS | Revista do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências da Religião da Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-778X | Qualis CAPES Preliminar 2019 = A3

Visitantes - (09/03/2016 - 10/03/2020)

Fonte: Google Analytics.