La Carta a Los Filipenses como un Documento Salido de Prisión

Elsa Tamez

Resumo


Resumo: para compreender a carta aos Filipenses, escrita por um prisioneiro, a autora estuda as prisões na Antiguidade, os cargos e as implicações dos documentos elaborados numa prisão. A partir disso, introduz a carta aos Filipenses como um documento escrito por um prisioneiro ‘político’, reconstroi a experiencia de Paulo como prisioneiro comprometido com o Evangelho. Por fim, propõe um novo gênero literário nas classificações das cartas da epistolografía greco-romana. Para tal, considera também as cartas dos prisioneiros polítios contemporâneos, visto que essas apresentam condições semelhantes.
Palavras-chave: Prisão. Paulo. Filipense. Prisioneiros políticos. Cartas de prisão.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/cam.v14i1.4836

Apontamentos

  • Não há apontamentos.