A Palavra Divina nos Doze Profetas e no Saltério: algumas observações

Erhard S. Gerstenberger

Resumo


Resumo: Estamos acostumados a pensar diferentemente sobre a voz divina nos livros proféticos e no Saltério. Em ambos os escritos o Senhor fala diretamente ao povo. Mas quem eram os alocutores concretos? Os textos bíblicos dão nomes pessoais aos profetas, os mediadores da palavra de Javé nos salmos permanecem anônimos. A maioria das nomeações nos livros proféticos, no entanto, ocorreram posteriamente, pelos colecionadores e compositores tardios da tradição. Será que a voz divina nos tempos do exílio-pós-exílio realmente foi proclamada pelos levitas ou pregadores das assembleias sinagogais? Talvez eles leram textos proféticos, sapienciais, da “instrução” popular (Torah) para uma audiência de maneira homilética? Assim, as sermões dos profetas bem como dos salmistas representariam discursos do serviço comunitário dos judeus da época Persa.
Palavras-chave: Profeta. Sermão. Comunidade judaica. Voz divina. Oráculo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/cam.v14i1.4825

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Erhard S. Gerstenberger

Rodapé - Caminhos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


CAMINHOS | Revista do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências da Religião da Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-778X | Qualis CAPES Preliminar 2019 = A3

Visitantes - (09/03/2016 - 10/03/2020)

Fonte: Google Analytics.