As Organizações Femininas e oTrabalho Educacional e Missionários no Antigo Norte Goiano

Vasni de Almeida, Maiza Pereira Lôbo

Resumo


O artigo se ocupa da atuação social e religiosa de missionárias batistas no antigo norte goiano. Um esforço de compreensão do espaço de atuação que se configurou como importante para se verificar a forma de ver e apreciar a participação feminina no interior da denominação. Entendemos que as mudanças na organização das relações sociais correspondem sempre a mudanças nas representações do poder. Deste modo, a visão que se tem das mulheres no interior da instituição batista, e também no âmbito social, se modifica a partir do momento em que as mulheres se posicionam ativamente enquanto missionárias, desconstruindo o ideal de mulher unicamente mãe e esposa, e colocando em seu lugar uma mãe, esposa, professora, missionária, e em certos casos, missionárias solteiras. Para narrar a participação da mulher como sujeito do crescimento e manutenção da religiosidade batista, incorremos na história das religiões em interface com a história cultural.

Palavras-chave


Palavras-chave; Missionárias; Sociedade; Gênero; Cultura

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/cam.v12i2.3539

Apontamentos

  • Não há apontamentos.