Uma Análise da Teologia da Libertação através das Teorias da Transformação Social: entre teoria e prática

Marinete Luzia Francisca de Souza

Resumo


Resumo: discute-se neste artigo os resultados de uma pesquisa de mestrado sobre a teologia da libertação, analisada desde as teorias da transformação social. A pesquisa foi elaborada a partir das teorias de Max Weber e Karl Mannheim, tomando como foco as relações entre a Teologia da Libertação, enquanto movimento de mudança social, e sua prática religiosa e doutrinária. O estudo envolveu a observação participativa em duas comunidades ligadas à Teologia da Libertação, uma na Itália (Roma) e outra no Brasil (São Félix do Araguaia), a análise de cartas pastorais, ícones e textos literários dos seus fundadores, e a forma pela qual tais documentos e textos motivam outros discursos e práticas que consolidam as comunidades.
Palavras-chave: Mudança social. Teologia da Libertação. Weber. Mannheim.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/cam.v10i2.2452

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais

Rodapé - Caminhos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


CAMINHOS | Revista do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências da Religião da Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-778X | Qualis CAPES Preliminar 2019 = A3

Visitantes - (09/03/2016 - 10/03/2020)

Fonte: Google Analytics.