Religião e Mística: Elementos Constituintes das Lutas Camponesas no Brasil

Carolina Teles Lemos

Resumo


Resumo: neste artigo nos ocupamos com o lugar e o papel da religião e da mística enquanto elementos presentes nas lutas dos movimentos de lutas camponesas. Nossa análise aponta para a concepção de que a religião e a mística, pelo seu potencial de mobilizar as pessoas na busca de melhorias para si e para os outros, desempenham um papel dinamizador também no enfrentamento de questões relacionadas com as injustiças e desigualdades sociais. Sinais desse papel podem ser percebidos na presença histórica do elemento religioso e da mística nas lutas camponesas tanto em períodos mais antigo da história do Brasil como na atualidade. Tal presença se percebe tanto por parte dos/as trabalhadores/as envolvidos/as nessas lutas como dos/as agentes de pastoral que nelas estão inseridos, na condição de líderes ou de intelectuais orgânicos.

Palavras-chave: Religião. Mística. Lutas camponesas. Acampados. Agentes de pastoral.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/cam.v9i1.1517

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais

Rodapé - Caminhos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


CAMINHOS | Revista do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências da Religião da Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-778X | Qualis CAPES Preliminar 2019 = A3

Visitantes - (09/03/2016 - 10/03/2020)

Fonte: Google Analytics.