INTELECTUAIS DA LIBERTAÇÃO NA AMÉRICA LATINA

CLAUDEMIRO GODOY DO NASCIMENTO

Resumo


Neste artigo buscamos compreender o fenômeno da Teologia da Libertação enquanto estatuto epistemológico que possibilitou o fortalecimento de movimentos sociais e populares na América Latina e no Brasil. Trata-se de evidenciar a inserção de setores progressistas da Igreja Católica na luta e defesa de populações ameaçadas e vitimadas pela violência do Estado e pelas profundas desigualdades sociais estabelecidas por uma hegemonia do capital. A partir de leitura gramsciana queremos entender essa relação dialética entre teologia da libertação e movimentos sociais que se constituíram ao longo doa anos 1970 e 1980 no Brasil e na realidade latino-americana.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/cam.v8i1.1291

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais

Rodapé - Caminhos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


CAMINHOS | Revista do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências da Religião da Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-778X | Qualis CAPES Preliminar 2019 = A3

Visitantes - (09/03/2016 - 10/03/2020)

Fonte: Google Analytics.