Expansão Metropolitana, Agricultura Moderna e Desigualdades Socioespaciais na Rede-DF

Sergio Magno Carvalho de Souza

Resumo


considerando os processos responsáveis pela organização e reorganização dos espaços regionais recentemente, podem ser destacados, para o caso brasileiro, a expansão metropolitana e a expansão da agricultura moderna. Em alguns casos estes parecem ocorrer de forma simultânea, como no o caso da Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno, a Ride-DF. Ao mesmo tempo, estes processos possuem impactos sobre a questão das desigualdades socioespaciais, principalmente por possuírem tendências concentradoras. Este artigo busca analisar a relação existente entre as dinâmicas recentes de organização do espaço da Ride-DF, notadamente a expansão metropolitana e a expansão da agricultura moderna, e modificações no quadro das desigualdades socioespaciais desta região. Os resultados apontam para tendência de evolução comum, por grupos de municípios, do crescimento demográfico e da evolução dos indicadores de renda. Os municípios afetados pela expansão metropolitana e pela expansão da agricultura moderna tem apresentando melhoria nos indicadores de distribuição de renda abaixo da média da região, ao passo que o crescimento demográfico é mais acentuado nos afetados pela expansão metropolitana do que naqueles afetados pela expansão da agricultura moderna.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/baru.v3i1.5832

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


BARU | Revista Brasileira de Assuntos Regionais e Urbanos | Mestrado em Desenvolvimento e Planejamento Territorial da PUC Goiás | e-ISSN 2448-0460 | Qualis B4