Gestão de Reagentes e Resíduos Químicos Presentes em Laboratório de Cosmetologia de Curso de Farmácia

Sandra Regina Longhin

Resumo


As instituições de ensino superior são unidades que geram resíduos em quantidade reduzida, porém diversificada. O diagnóstico das formulações preparados em laboratório de Cosmetologia permite identificar os reagentes que as compõem bem como os riscos químicos inerentes aos mesmos. Com objetivo de diagnosticar os reagentes e resíduos deste laboratório, esta pesquisa identificou as formulações desenvolvidas nas aulas, baseando-se no material didático utilizado e em visita in loco, identificando desta forma os reagentes e resíduos com características de risco ocupacional e ambiental, e elaborando uma proposta de gestão. Dentre os 37 reagentes identificados, a classe dos Irritantes apresentou o maior percentual, 56,76%, e 37,84% enquadram-se como Perigo Ambiental. O consumo de água destilada também foi estimado, devido ao fato de que para cada litro consumido, dez litros de agua potável são descartados como efluente no processo de destilação. É imprescindível que se reduza os impactos ocupacionais e ambientais, o que pode ocorrer a partir da prática do reuso, do reciclo, da redução do consumo de insumos, de forma a evitar a destinação dos resíduos para incineração. A gestão requer que ocorra de forma colaborativa, com a disseminação o conhecimento aos funcionários, alunos e docentes, de forma racional com relação ao tema.

Palavras-chave


Resíduos químicos; Gerenciamento de resíduos; Resíduos farmacêuticos.

Texto completo:

PDF

Referências


Gil, E. S.; Garrote, C. F.D.; Conceição, E. C.; Santiago, M. F.; Souza, A. R.: Aspectos técnicos e legais do gerenciamento de resíduos químico- farmacêuticos. Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas, vol.43, n.1, 2007.

Jardim, W. F.: Gerenciamento de resíduos químicos em laboratórios de ensino e pesquisa. Quim. Nova, 21(5), 1998.

Paiva, C. C. S.: Contaminantes ambientais presentes em atividades didático- experimentais em cursos de farmácia: identificação e proposta de gestão. 2017. 164f. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais e Saúde), Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia. 2017.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/arithmos.v1i1.6897

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Sandra Regina Longhin

Rodapé - Arithmós
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


ARITHMÓS| Revista Arithmós (ἀρῐθμός) da Escola de Ciências Exatas e da Computação da Pontifícia Universidade Católica de Goiás

Visitantes - (01/01/2006 - 01/08/2019)
País Usuários
Brasil 623
França 249
Estados Unidos 69
Indonésia 34
Itália 20
India 12
Alemanha 11
Iraque 10
Noruega 8
Turquia 2
Total 1048

Fonte: Google Analytics.